A volta do Lanesborough

7227SU521_Lanesborough_Rm210_7_notablet_heroNovidade que está dando o que falar neste verão londrino. A exclusiva rede Oetker Collection – da qual fazem parte os elegantes Le Bristol Paris e Hotel du Cap-Eden-Roc, na Côte d’Azur – reinaugurou o hotel The Lanesborough. Em Knightsbridge, a poucos passos do Hyde Park Corner e do Palácio de Buckingham, o hotel ocupa uma mansão erguida em 1719 pelo visconde de Lanesborough. Em 1827 foi reconstruída para abrigar o St. Georges Hospital pelo arquiteto William Wilkins, também responsável pela National Gallery, e em 1990 surgiu como hotel.
Agora parte da Oetker Collection, a propriedade foi totalmente renovada e tem o design de interiores clássico inglês assinado pelo conceituado Alberto Pinto. São 93 quartos, dentre os quais 43 suítes – todos com serviço de mordomo. Nos banheiros, revestidos em mármore italiano, amenities de banho criadas com exclusividade pelo mestre perfumista britânico Roja Dove.
Entre as áreas comuns, há o pequeno Spa Studio com uma gama de tratamentos de marcas top em beleza, incluindo La Prairie; o Library Bar (foto abaixo) e sua coleção de conhaques, alguns com mais de 200 anos; o Garden Room, para apreciadores de charutos; e o restaurante Apsleys. O afternoon tea promete uma experiência gourmet tradicional, com direito a sommelier de chás. Atração à parte, sete salões históricos foram recuperados para acolher festas e eventos glamourosos.
7241SU521_Lanesborough_Library_5_hero

Anúncios

Os 10 melhores restaurantes do mundo

11 - 0. imagem generica crédito The Restaurant

O Noma voltou. Depois de perder três anos de reinado para o espanhol El Celler de Can Roca em 2013, o restaurante dinamarquês do chef René Redzepi retomou o seu posto de melhor do mundo em 2014. O prêmio foi anunciado pela revista britânica The Restaurant, na premiação considerada o Oscar da gastronomia, que anualmente elege os 50 melhores restaurantes do mundo. Alex Atala foi eleito o melhor chef, enquanto seu restaurante, D.O.M, caiu uma posição, e figura como o 7º da lista. Outro brasileiro do ranking, o Maní saltou do 46º para o 36º lugar e sua chef, Helena Rizzo, premiada a melhor chef mulher do planeta. Conheça os 10 melhores restaurantes do mundo.

16 - 1 – Noma [Copenhague, Dinamarca] crédito The Restaurant1º – Noma (Copenhague, Dinamarca): localizado em um antigo depósito, o Noma é comandado pelo chef René Redzepi e seus mais de 25 cozinheiros, de diversas nacionalidades. No cardápio, opções de pratos da culinária local apresentadas de maneira criativa.
2º – El Celler de Can Roca (Girona, Espanha): o famoso restaurante (foto abaixo) é dirigido por três irmãos, que juntos se dividem na cozinha e harmonização dos pratos. A culinária é inventiva e sua adega abriga mais de mil rótulos.
17 - 2 – El Celler de Can Roca [Girona, Espanha] crédito The Restaurant 20 - 3 – Osteria Francescana [Modena, Italia] (2)3º – Osteria Francescana (Modena, Itália): comandada pelo chef Massimo Bottura, a Osteria oferece pratos que têm como base a tradicional cozinha italiana, elaborados com os melhores ingredientes locais — a apresentação, no entanto, é criativa e brinca com diferentes formas, sabores e texturas.
4º – Eleven Madison Park (Nova York, Estados Unidos): com culinária assinada pela renomada rede Relais & Châteaux‎, o restaurante (foto abaixo) serve pratos internacionais com toques franceses. Ambiente elegante, excelente atendimento e ótima carta de vinhos são os destaques. Detail of the dining room of Eleven Madison Park, NY. 24 - 5 – Dinner by Heston Blumenthal [Londres, Inglaterra] crédito The Restaurant
5º – Dinner by Heston Blumenthal
(Londres, Inglaterra): apesar da modernidade que coloca em seus pratos, o chef Heston Blumenthal quer recriar a história da culinária britânica. Para isso, utiliza receitas que datam do século 14, adicionando toques do século 21, seja pelos ingredientes ou os métodos. Participar de uma refeição dessas é uma deliciosa viagem no tempo, com muitas surpresas.​
6º – Mugaritz (San Sebastián, Espanha): a culinária do Mugaritz (foto abaixo), assinada pelo chef Andoni Aduriz, apresenta criatividade e sabores inovadores. Os pratos são elaborado com os mais frescos ingredientes dos mercados locais e da horta do restaurante. 1 - ​​6 – Mugaritz [San Sebastian, Espanha] crédito The Restaurant 4 - ​​7 – D.O.M [Sao Paulo, Brasil] crédito The Restaurant
7º – D.O.M
(São Paulo, Brasil): priprioca, cupuaçu, açaí tucupi… Foram esses ingredientes amazônicos que deram notoriedade a Alex Atala, proprietário do D.O.M., desde 2011 nos top 10 da lista dos melhores restaurantes do mundo. Curioso pelas iguarias existentes em solo nacional, o chef cria pratos mesclando produtos típicos com a cozinha tradicional. 6 - ​​8 – Arkaz  [San Sebastian Espanha] crédito The Restaurant
8º – Arzak
(San Sebastián Espanha): um restaurante familiar, com ambiente elegante e decoração composta por obras de design contemporâneo. A culinária é criativa, com fortes influências locais.

9° – Alinea (Chicago, Estados Unidos): o chef Grant Achatz tem sido visto como um vanguardista desde que abriu este restaurante em 2005. O sucesso advém de refeições quase experimentais, como a explosão de trufa com batata fria e batata quente. Seu menu degustação é composto por cerca de 15 pratos e é servido em um ambiente moderno. As luzes das quatro salas do Alinea (foto abaixo) mudam de acordo com o momento da refeição, para intensificar a experiência. 7 - ​​9 – Alinea [Chicago, Estados Unidos] crédito The Restaurant 10 - ​​10 – The Ledbury [Londres, Inglaterra] crédito The Restaurant
10° – The Ledbury (Londres, Inglaterra)
: este restaurante é um dos motivos que faz de Notting Hill um lugar especial. A estrela do show é o chef australiano Brett Graham, que surpreende seus clientes com pratos criativos e bem apresentados.
Veja a lista completa em The Worlds 50 Best Restaurants 
Por Equipe Teresa Perez

Os novos hotéis londrinos

EDITION Lobby2

A cena hoteleira de Londres tem novidades. Fãs dos badalados hotéis de Ian Schrager (fundador do Morgans Hotel Group) vão adorar o The London EDITION (foto acima, lobby). Segundo da coleção de hotéis design criada pelo hoteleiro em parceria com a Marriott International (o primeiro EDITION é um sucesso em Istambul e mais um abrirá este ano em Miami), o hotel preserva o glamour da era eduardiana da construção de 1835 e se reinventa mesclando o antigo e o novo. No coração de Fitzrovia, a curta distância a pé do Soho, de Covent Garden e da Oxford Street, o EDITION já é ponto de encontro cool londrino, com lobby bar bacana para “ver e se visto”. Nos quartos e suítes, atmosfera contemporânea, com linhos e sedas e muita madeira. Berners Tavern, o restaurante, aberto para café, almoço, chá da tarde, jantar e late supper, serve pratos da cozinha contemporânea britânica do chef Jason Atherton, estrelado no Michelin.
Outro hotel que é talk of the townThe Rosewood London (foto abaixo) fica a poucos passos de Covent Garden. Mais uma joia do período eduardiano, ocupa uma edificação de 1914 (da belle époque) totalmente remodelada. Preserva os elementos clássicos britânicos e adicionou estilo. Escolha uma das signature suites, maravilhosas! O spa, previsto para abrir este mês, terá seis salas de terapias e influência asiática.
Rosewood_London
Falando em Ásia, o grupo indiano Taj acaba de abrir as portas do St. James’ Court – foto abaixo – (segundo hotel Taj em Londres – o outro é o 51 Buckingham Gate Suites, que está sendo renovado), convidando a uma experiência de luxo clássico vitoriano, perto do Buckingham Palace.
Taj Hamptons_Bar
Ainda por vir, com data de abertura finalmente marcada para 6 de maio, o tão aguardado Shangri-La Hotel (foto abaixo), da reconhecida grife asiática, ficará no The Shard, o prédio mais alto da Europa Ocidental – obra-prima de Renzo Piano. Suas instalações estarão espalhadas entre os andares 34 e 52 – que vista! Um dos destaques é o restaurante TING, que servirá até chá da tarde. No último piso, estarão o bar, o health club e uma piscina de borda infinita wow!
Shangri-La London

De Cotswolds para Londres

Bamford Haybarn Spa, Berkeley Hotel

Os aromas da região das suaves colinas das Cotswolds desembarcam em Londres. O Berkeley Hotel lançou o Bamford Haybarn Spa no 7º andar da propriedade em Knightsbridge. O espaço inclui uma piscina ao livre na cobertura, um jardim com lavanda, jasmim e alecrim, o fitness center de última geração e vista panorâmica para a cidade. Parceria com a Bamford Body Collection, cujos produtos são elaborados com ingredientes orgânicos, o spa traduz as essências do campo inglês também no décor, com madeira e elementos e texturas naturais. “Adoro que a localização no rooftop do Berkeley destaca a ligação da Bamford com a natureza, com vistas para o parque e o céu remetendo ao countryside e o berço da nossa filosofia, as Cotswolds,” disse a fundadora da marca, Lady Bamford. No menu de tratamentos rejuvenescedores e massagens, há o Bamford Body Signature Treatment (85 minutos), que combina shiatsu, massagem dos meridianos e sueca, reflexologia e respiração de ioga. O Bamford Haybarn também uniu-se à marca natural de pele OSKIA para as terapias faciais.
Entrance Bamford Haybarn Spa, Berkeley Hotel Treatment Room Bamford Haybarn, Berkeley

San Domenico House Hotel

Este slideshow necessita de JavaScript.

Londres tem os seus segredinhos. Como essa townhouse vitoriana numa ruela residencial do Chelsea, a poucos passos da Kings Road e da Sloane Street, transformada em hotelzinho clássico e charmoso. San Domenico House Hotel pertence à família italiana Melpignano, também proprietária da maravilhosa Masseria San Domenico, na Puglia. O hotel abriga só 17 quartos e suítes decorados individualmente com móveis e peças de antiguidade. Não há restaurante mas o room service é ótimo e a equipe superatenciosa dá boas dicas na região e na cidade. Só para citar algumas pertinho, Daphne’s e Pellicano, dois ótimos restaurantes italianos, e Tom’s Kitchen, inglês, proposta informal do chef premiado Tom Aikens, serve também café da manhã. Diárias no San Domenico House a partir de 255 libras (quarto duplo).

Novo chá fashion

Connaught Hotel London

O hotel The Connaught‎ é o mais novo ponto de encontro para um chá da tarde cool e fashion em Londres. Recém-lançado, The Connaught Couture serve as delícias prediletas de nomes célebres da moda com lojas na região, incluindo Roland Mouret, Christian Louboutin e Stephen Webster. Experimente, por exemplo, o bolo floresta negra favorito de Louboutin, a tarte tatin que Mouret adora e o Devil’s Food Cake adorado por Nicholas Kirkwood! À frente da cozinha, a francesa Hélène Darroze – que tem duas estrelas Michelin – contou com a colaboração dos designers, que se inspiraram nas delícias de infância. O chá é servido todos os dias no Espelette, das 14h às 18h (38 libras por pessoa).
Connaught Couture Afternoon Tea

Londres por Carolina Perez

CAROLINA PEREZ
Globetrotter e expert em viagens, a empresária que idealizou a Travelweek – exposição única no Brasil de marcas de turismo de luxo, que ocorre este ano de 16 a 19 de abril na Bienal, em São Paulo, e em outubro no Rio -, Carolina Perez, dá as hottest tips de sua última viagem à capital inglesa.

Londres: “Passado e futuro, espírito livre e mundano, alma aristocrata, diversidade, efervescência… Londres é ao mesmo tempo nobre e underground, clássica e moderna, chic e adorável. Uma cidade para todas as experiências possíveis e o melhor de cada uma delas”, diz.

Restaurantes para almoçar
– Vá no Sushi Samba, cuja gastronomia é uma fusão das cozinhas japonesa, brasileira e peruana. Os hits são o ceviche e os coquetéis de saquê. Fica na Heron Tower e tem vistas espetaculares!
– Estando no Soho, almoce no Nopi (comece com os deliciosos biscoitos Lavosh servidos com avocado e iogurte de lima) ou no Spuntino, um dos lugares mais cool de Londres, importado do Brooklyn. Não tem telefone, então chegue cedo para pegar uma mesa bacana.
– Em um dia de verão, não há lugar melhor em Londres para almoçar do que o terraço ensolarado do River Café, na beira do Tâmisa.
– Quando for a Notting Hill, tome café da manhã ou almoce no Electric Diner. Os donuts frescos de canela são de comer rezando!
– O Boundary (foto abaixo) tem vistas panorâmicas da cidade e de Canary Wharf, em uma localização uber-cool. Muito bacana para almoçar.
Boundary London
Restaurantes para jantar
Balthazarfilial da clássica brasserie nova-iorquina. Faça reservas, pois é um dos mais badalados da cidade, hotspot de celebridades.
Novikov: super sofisticado, são dois restaurantes em um – asiático e italiano. Imperdível.
HKK: gastronomia chinesa de fusão, o menu degustação de 8 ou 15 pratos é o máximo!
Scott’s (foto abaixo)um clássico espetacular que continua sendo um dos hotspots gastronômicos da cidade. Um dos hits da casa são os razor clams. Se for verão, tente reservar uma mesa no terraço.
Coya: peruano badalado, tiraditos deliciosos! Favorito da London Fashion Week!
Scotts LondonArt Galleries
Tate Modern: mesmo para quem não é amante das artes, este é um dos lugares obrigatórios por causa do prédio incrível (uma antiga estação de energia). Não deixe de ir ao café no último andar para curtir a vista da St. Paul’s Cathedral.
White Cube Bermondsey: para ver a coleção de arte particular mais bacana de Londres. Vale a pena!
Welcome Collection: coleção interessante que sugere a relação entre a medicina, a vida e a arte.
Must do’s
Private tour & breakfast com as Joias da Coroa: para ver as joias da coroa com privacidade total, nas primeiras horas da manhã. Um privilégio muito chic!
Passeio de barco nos lagos dos parques da cidade: o mais famoso é o passeio no Lago Serpentine no Hyde Park, mas há alternativas nos parques Regent’s e Greenwich.
Michael Grandage Company: atualmente a mais falada companhia de teatro de Londres, com peças estreladas por atores como Jude Law e Daniel Ratcliff.
The Shard (foto abaixo): o prédio mais alto da Europa ocidental e o mais novo marco na paisagem londrina. Visitantes podem subir na torre de vidro para apreciar a visão de 360°.
The Shard
O hotel?
O Browns Hotel, da rede Rocco Forte, reflete a atmosfera contemporânea e elegante, com pouco mais de 100 quartos e serviços excepcionais. A passos da Bond Street, em Mayfair, fica próximo do Green Park, o parque mais gracioso de Londres.
Browns Hotel London

Aulas de dança no Claridge’s

_Claridges Charlston Paler Colour Londres

Aprender os passos do Charleston, a dança dos anos 20, em um elegante e histórico salão londrino. A proposta é do lendário Hotel Claridge’s. Em parceria com o grupo The Bee’s Knees, o hotel promove aulas mensais para celebrar a era do jazz e o remake do filme ‘The Great Gatsby’ (O Grande Gatsby), previsto para estrear no Brasil em junho, com Leonardo DiCaprio. Para participar, não é preciso ser hóspede. As classes ocorrem dias 18 de março, 15 de abril e 13 de maio, têm duração de 120 minutos (das 18h30 às 20h30) e custam 125 libras por pessoa, com direito a acessórios de “Gatsby Girl”. Depois da aula, um brinde com o coquetel “Flapper” – drinque que foi desenvolvido para celebrar a abertura do Ballroom do hotel em 1929.

Boas compras em Londres e L.A.

Garimpamos as top dicas de compras com os concierges-chefes dos luxuosos hotéis Four Seasons em Los Angeles e Londres. Confira!

Los Angeles: de alta-costura a boutiques da moda, vá à Rodeo Drive, Melrose Avenue e Robertson Boulevard. Na primeira, há desde Jimmy Choo a Loro Piana. Na Melrose, a Decades é o paraíso das roupas vintage e inclui grifes como Chanel e YSL. Se você gosta de calçados, vá até a nova loja de Christian Louboutin na Robertson. Estando lá, vá à Barker Black para comprar elegantes sapatos ingleses, e à Curve, uma boa pedida de multimarcas. Se estiver em Venice, não deixe de visitar a loja de Pamela Barish, que fez carreira como estilista de bandas de rock. No Abbott Kinney Boulevard, lá é possível escolher o tecido e o modelo para que ela faça uma roupa sob medida. Para moda masculina em Los Angeles, a H. Lorenzo, em Sunset, é meca dos figurões do ramo do entretenimento, em busca de roupas de vanguarda. A Ed Hardy é o endereço para uma roupa mais despojada e a American Rag tem o “denim bar”, que oferece uma seleção internacional de jeans masculinos.
Onde dormir? No Beverly Wilshire, o luxuoso hotel em Beverly Hills que foi palco das filmagens de “Uma Linda Mulher”. Fica no cruzamento da Rodeo Drive com Wilshire Blvd., vizinho de mais de 80 boutiques. Ou no recém-renovado Four Seasons Hotel Los Angeles at Beverly Hills, queridinho das celebridades. Mas onde quer que esteja em Los Angeles, se quiser os serviços de uma “personal shopper”, a dica é Nicole Pollard, da Lala Luxe.

Londres: Ozwald Boateng, o estilista britânico conhecido pela tradição inglesa em alfaiataria com um twist, abriu sua primeira loja na Savile Row – histórica rua em Londres – com 23 anos. Aproveite para explorar mais da Savile, que se estende da Conduit Street aos Burlington Gardens, no West End londrino. Lá, Anderson & Sheppard, Grieves & Hawkes, Huntsman, Lanvin e B-Store. Para camisas, Jermyn Street também é imperdível e Turnbull & Asser, além de John Lobb, para botas. Outros “must-goes” em Londres, a loja de Christian Louboutin na Mount Street e a Dover Street Market, multimarcas criada por Rei Kawakubo, da grife japonesa Comme des Garçons. Das lojas de departamentos, a Selfridges é imbatível em sapatos, com sua galeria rodeada por 11 boutiques de marcas consagradas.
Onde dormir? No Four Seasons Hotel London at Park Lane, que fica no coracão de Mayfair e abriga um spa maravilhoso na cobertura.

Princesas fashion na Harrods

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já pensou nas princesas da Disney vestindo Oscar de la Renta, Valentino, Missoni? Pocahontas de Roberto Cavalli, Cinderela de Versace… Neste Natal, a partir de 1 de novembro, a icônica loja de departamentos Harrods, em Londres, irá mostrar em suas vitrines uma coleção de vestidos criados especialmente por estilistas famosos para 10 princesas.
– Ariel (A Pequena Sereia) terá um vestido azul em seda, com drapeados, por Marchesa, ressaltando o motivo marinho.
– Aurora
 (A Bela Adormecida) ganha um vestido rosa pálido com bordados, assinado por Elie Saab.
– Bela (A Bela e a Fera), um traje em chiffon de seda com camadas de pregas e uma capa, por Valentino.
– Cinderela terá vestido com saia com camadas douradas, tiara, um statement-necklace e os “sapatos de cristal”, por Versace.
– Jasmin (Aladdin), um exótico vestido fúcsia de chiffon de seda e um cinto de flor dourado, por Escada.
– Mulan ganha versão de Missoni em seda e jade no estilo de um quimono oriental, com tons de turquesa e detalhes vermelhos.
– Pocahontas, vestida por Roberto Cavalli, exibe o traje em cores de terra, dourado e naturais, com detalhes em pérola e a leveza de uma borboleta.
– Rapunzel (Enrolados) terá um vestido em cinza pálido, com bordados, assinado por Jenny Packham.
– Branca de Neve, por Oscar de la Renta, vestido em seda com bordados no corpete, e capa vermelha.
– Tiana (A Princesa e o Sapo), vestido verde-claro e sobreposição de tecido translúcido, com cristais espalhados até a saia de tule, por Ralph & Russo.

Mostramos os sketches!