À mesa em Miami

Villa Azur EntranceOnde comer em Miami? Chef de mãos cheias, a banqueteira Manoela Parente faz uma nova seleção de restaurantes na cidade da Flórida. Para anotar já! Na foto acima, Villa Azur.

Quattro
: na minha opinião, a melhor opção para jantar na Lincoln Road. Esse típico restaurante italiano serve massas deliciosas e tem uma ótima carta de vinhos. Quattro TiramisuPor dentro é mais intimista, com um bar superbonito. Já o espaço com as mesas fora tem um ar bem descontraído. Além das massas, o tiramisu (à esq.), na sobremesa, estava delicioso.
Mandolín: este restaurante de cozinha grega e turca é muito charmoso e bem familiar, característica que chamou a atenção logo na entrada: um portãozinho azul de casa de vila, coberto de primaveras (foto abaixo). Para comer, apostamos nas entradinhas que o garçom sugeriu, todas deliciosas. Como prato, pedimos o peixe do dia, com verduras e salada, e um salmão com salada, muito saborosos. Mas quem quiser apenas uma variedade de appetizers vai ficar superfeliz. Para finalizar, um café típicamente turco, a xícara era linda.
Mandolin entrada
Villa Azur: este é para quem gosta de lugares animados, quer ver gente jovem, ouvir música alta, tomar drinques e comer bem. Vongole Villa AzurFomos jantar numa quinta-feira, o dia mais animado, dizem. Entre as entradas, croquete de presunto de parma. Depois, massa ao vongole (à esq.), muito boa, e vitela à milanesa. Faça reserva.
The Grill: a mais nova opção para quem está na região de Bal Harbour. Situado na parte de cima do shopping, é todo de vidro (foto abaixo). A comida é típica americana, os steaks com batata frita são ótimos e a salada Caesar também. De entrada, adorei o Ahi Tuna (como um tartare de atum). Vale a visita. The Grill at Bal Harbour

Manoela Parente colabora com WHIZ com dicas de restaurantes nos quatro cantos do mundo.

 

Anúncios

Milão por Mandarin Oriental

milan-hotel-lobby-reception

Novo pit stop em sua próxima viagem a Milão: Mandarin Oriental Milan. No centro da cidade italiana, pertinho das Vias della Spiga e Montenapoleone e da casa de ópera La Scala, o hotel recém-inaugurado foi concebido em quatro construções do século 18 e tem seus interiores assinados pelo conceituado escritório Antonio Citterio Patricia Viel Interiors. A inspiração, segundo o arquiteto, é no trabalho de mestres do design italiano – de Piero Portaluppi a Giò Ponti, Asnago e Vender.
milan-fine-dining-mandarin-bar-bistro-04
milan-room-mandarin-01Enquanto os 104 quartos e suítes têm uma atmosfera neutra e contemporânea, cada espaço comum ganhou personalidade única, cores e contrastes. Destaque para o eclético Mandarin Bistro Bar (em mosaico branco-e-preto, vale a visita) e o restaurante Seta, comandado pelo chef Antonio Guida – ex-Hotel Il Pelicano, da Toscana, onde conquistou duas estrelas Michelin. Há também um spa maravilhoso com piscina interna e um cabeleireiro do stylist local Massimo Serini.

Por Antonella Salem, leia mais no site da Casa Vogue

À mesa em São Paulo

Eataly Sao Paulo2

Quais são os restaurantes que estão na moda na cidade? Banqueira e chef de mãos cheias, Manoela Parente faz uma seleção de novos endereços gourmets e spots badalados na capital paulista.

Eataly: o mercado gourmet italiano finalmente chega à América Latina, e o que é melhor, a São Paulo (foto acima). Fui visitar em um domingo, finalmente livre de filas. Nos moldes do Eataly lá fora (há um total de 29 lojas no mundo!), aqui há restaurantes para todos os gostos. Como eu estava em um mood light, comi no restaurante de saladas e peixe cru. Boa pedida o salmão cru fatiado. Para acompanhar, peça uma taça de um dos vinhos da casa, ótimos. Na saída, passei pela sorveteria italiana Venchi e escolhi um mix de sorvete de frutas. O empório tem muitas opções, algumas que só encontradas lá, achei o preço um pouco salgado, mas vale o passeio. Avenida Presidente Juscelino Kubitschek 1489, tel. (11) 3279-3300.
Nakka: no momento este é o meu restaurante japonês preferido na cidade.
Os sushis, sashimis e entradas são excelentes e, para o padrão do restaurante, o preço não chega a ser tão alto se comparado a alguns de seus concorrentes na redondeza. De entrada, sugiro o carpaccio de salmão trufado, depois o baterá de salmão e atum, os sushis massaricados, o djo com ovo de codorna trufado e o sushi de Kobe beef (foto abaixo). Maravilhosos! Rua Pedroso Alvarenga 890, tel. (11) 2594-2577. prato Nakka
Side: endereço que está super in, o Side é um restaurante e bar ideal para comer, beber e ver gente bonita. A lateral da casa dá para uma vila supercharmosa no Itaim e a decoração moderna e ao mesmo tempo retrô chama a atenção. A cozinha é contemporânea, comandada pelo chef Thiago Maeda, que trabalhou três anos com Alex Atala. Os drinques são ponto alto da casa, de autoria da bartender Talita Simões. Rua Tabapuã 830, tel. (11) 3168-0311.
Bossa: nova casa de Renato Ratier, o proprietário da nightclub D.Edge, o Bossa foi concebido e para ser um espaço multifunctional, misto de bar, restaurante e estúdio de produção musical, que funciona por 24 horas.
Bossa restauranteOu seja, você pode ir para o café da manhã, almoço, jantar, drinque ou na madrugada. A arquitetura modernista, assinada por Marcelo Rosenbaum e Muti Randolph, impressiona. Fui para jantar. No menu variado da cozinha criativa, deliciosos os espetinhos (provei o de mini lula ao molho de salsa verde). De prato principal, polvo grelhado, com creme de batata, vegetais tostados, vinagre balsâmico envelhecido e castanha do Pará. De dar água na boca! Alameda Lorena, 2008, tel. (11) 3064-4757.

Manoela Parente colabora com WHIZ com dicas de restaurantes nos quatro cantos do mundo.

Direto de Nova York

WhitneyMaio na Big Apple… “Céu azul do jeito que a gente gosta, mas ainda estou usando luvas. Inacreditável! Maio chegou e a vontade de sair, respirar e passear pela cidade é enorme. Estamos prontos para muitos dias al fresco.” Nossa colaboradora Lorena Ringoot, chef concierge do elegante hotel The Surrey, dá as dicas do imperdível este mês em Nova York. Na foto acima, nova sede do Whitney Museum, por Renzo Piano.

Passeios
One World Observatory: a melhor vista da cidade está inaugurando esse mês no topo do One World Trade Center (285 Fulton Street). Ingressos estão à venda desde 8/4. A inauguração para o público será em 29/5. A US$ 32 adulto/US$ 54 VIP.
Art of The Italian Two Wheel: programa muito especial para fazer o marido feliz. Uma exposição de 26 Ducatis raras (foto abaixo). Fica na 285 Madison com a 40th Street. Até 18/7.
Ducati Green
Gourmet
Baccarat Bar
: opção elegante para um drinque antes de um show, depois de uma reunião ou numa ocasião especial, o Baccarat Bar (foto abaixo) fica na 53rd Street, entre Quinta e Sexta Avenidas, em frente do MoMa, e dentro do novíssimo Baccarat Hotel. Os copos são um mix and match de toda a linha Baccarat.
Baccarat
Lupulo: o lugar para comer risólis de camarão e bolinhos de bacalhau, com uma cerveja portuguesa bem gelada. O novo restaurante (foto abaixo) do meu amigo George Mendes (dono do Aldea) acabou de abrir (835 Avenue of The Americas com a 29th Street) e já está super badalado.
Lupulo
Musket Room: comida da Nova Zelândia com charme, elegância e criatividade (foto abaixo). Fica na 265 Elizabeth Street, entre a Prince and Houston Streets.  The-Musket-Room-NYC

Arte
A inauguração da nova sede do Whitney Museum, com design do italiano Renzo Piano, é o grande evento no mundo cultural. E não deixe de ir à Frieze Art Fair, meu evento favorito na cidade, dias 14 a 17/5. Programa para o dia todo. Pegue o water taxi para chegar ao Randall’s Island Park.

Lorena Ringoot é chef concierge no hotel The Surrey e colabora com WHIZ todo mês com dicas imperdíveis de Nova York

À mesa em Miami

5 - IMG_8775

Onde comer em Miami? Chef de mãos cheias, a banqueteira Manoela Parente provou – e indica – 5 restaurantes badalados na cidade da Flórida. Na foto acima, Cecconi’s.

Bâoli: ideal para quem quer jantar e tomar drinques em um restaurante super animado e jovem. Tem dois ambientes, um ao ar livre e um interno, onde a música costuma ser alta. No menu, há desde comida japonesa até um steak maravilhoso. ‪1906 Collins Avenue, Miami Beach.
Juvia: o ponto alto do Juvia (foto abaixo) é a vista para Miami Beach, surpreendente! Um lugar badalado e delicioso para jantar e tomar drinques com os amigos, ao som de DJs. 1111 Lincoln Road, Elevator lobby in corner of Lenox and Lincoln, Miami Beach.
Juvia
Cecconi’s: italiano delicioso! Seja para almoçar no jardim em um dia de sol ou ir à noite, quando o restaurante fica com todas as árvores iluminadas. 11 - IMG_8784
De entrada, peça o steak tartar, delicioso, e como prato principal, adorei a massa com frutos do mar (foto ao lado). Soho Beach House, 4385 Collins Ave, Miami Beach.
Seaspice: um restaurante ultrabadalado, com ambiente animado e vista para o Miami River. Pode-se chegar de carro ou de barco. Vale a visita! 422 NW North River Dr.
Zuma: não é preciso dizer muito deste japonês que faz fama pelo mundo. O lugar é lindo, animado, e adoro a decoração do bar, supermoderno. Para começar, tartar de salmão e atum de dar água na boca. Epic Hotel, 270 Biscayne Blvd Way.

Todo mês, Manoela Parente colabora com WHIZ com dicas de restaurantes nos quatro cantos do mundo.

Tropical chic

ThompsonMiami8744Miami se renova na hotelaria com três propriedades incríveis recém-inauguradas na Collins Avenue, que preservam a vibe art déco e adicionam badalação e luxo contemporâneo na medida. Na foto acima, Thompson Miami Beach. Confira!

Thompson Miami Beach (foto abaixo): marca de sucesso no segmento de luxo cool, a Thompson Hotels chegou com tudo a Miami Beach. O hotel tem, entre seus highlights, a parceria com a renomada chef local Michelle Bernstein e o design de inspiração tropical. Para completar, um spa na cobertura, jardins exuberantes, duas piscinas e uma casa dos anos 1930, onde fica o bar.
ThompsonMiami8632
EDITION Miami (foto abaixo): o hotel da grife de propriedades badaladas e estilosas do hoteleiro Ian Schrager, em parceria com a Marriott International, já é hotspot certo em Miami Beach. Ocupa o antigo Hotel Seville e revela a atmosfera da Miami dos anos 1950 e 1960, com toques modernos – design da dupla canadense Yabu Pushelberg. O restaurante principal tem a cozinha latina de Jean-Georges Vongerichten e, no térreo, surpresa: nightclub, pista de boliche e rinque de patinação no gelo!
The Miami Beach EDITION Guest room
Shelborne Wyndham Grand South Beach (foto abaixo): mais uma supernovidade na paisagem de South Beach, o hotel tem o estilo dos anos 1950 (construção art déco) e elementos contemporâneos. Além da piscina histórica icônica, imperdível o restaurante Morimoto, do celebrado chef japonês Masaharu Morimoto.
140818_SHELBORNE_107288

Direto de Nova York

Dirty FrenchOutubro trazendo novidades para o final do ano… Lorena Ringoot, chef concierge no Upper East Sider hotel The Surrey, revela suas dicas top da Big Apple. Na foto acima, novo restaurante Dirty French.

Arte & Cultura
killer heels
Brooklyn Museum
Killer Heels – The Art of the High Heeled Shoes. São 160 pares de sapatos (um deles na foto acima) desde do século 16 até os dias de hoje. Até 15/2/2015.
MoMa
Henri Matisse – The Cut Outs, até 1o de dezembro. Compre seus ingressos na internet, pois o sucesso londrino está repercutindo em NYC.
Metropolitan Museum: Death Becomes Her – A Century of Mourning Attire, com a curadoria do Anna Wintour Costume Center. Para quem só se veste de preto todos os dias, imperdível. Até 1o/2/2015.
Na minha lista especial
Kontakthof de Pina Bausch no BAM – seus balés são sempre únicos. De 23/10 a 2/11.
Adorei Hedwig and the Angry Inch na Broadway. Iluminação excelente e performance fantástica, sem ser longo demais, com 1h35 de show.

Novas lojas
albertineAlbertine: linda livraria francesa (foto acima) inaugurada pelo serviço cultural francês na 972 Fifth Avenue, entre 78 e 79 Streets. Imperdível se você é fã de livros em francês.
Céline: nova loja, dessa vez no Soho, no 67 Wooster Street.

Restaurantes
Depois de um show na Broadway, a melhor opção é ir  no upstairs bar do Lambs Club, no 130 West 44th (com 6thAvenida). Sossego no meio da confusão da Times Square, comidinhas, lista de vinhos e um grupo de jazz.
Racines NY: filial do restaurante francês em Downtown, na 94 Chambers Street, tel. +1 212 227-3400. Um pouquinho da Paris moderna em Nova York (foto abaixo).
Racines_lead_image_interior_636_400_85_s_c1
Kappo Masa: sushi chef do Masa e Bar Masa no Time Warner Center inaugurou na Gagosian Gallery, na 976 Madison com 76th Street, + 1 212 906-7141.
Dirty French: dos mesmo donos do Carbone, o badalado italiano. Agora em versão francesa. Reserve com 30 dias de antecedência! Na 180 Ludlow Street, Lower East Side, +1 212 254-3000.
Boqueria: ótimo bar de tapas. Acabou de inaugurar uma nova filial na 76th com a 2a Avenida. Perfeito para brunch, almoço, jantar ou, simplesmente, um pit stop.

Lorena Ringoot é chef concierge no hotel The Surrey e colabora com WHIZ todo mês com dicas imperdíveis de Nova York

Direto de Nova York

City Clipper2

“Setembro, meu mês favorito… É quando tudo se renova, se transforma, se recicla em Nova York.” Lorena Ringoot, chef concierge no hotel ultra elegante The Surrey abre seu caderninho de dicas da Big Apple. Na foto acima, visual para a Estátua da Liberdade a bordo do veleiro Clipper City.

Nas ruas: Frozen Moments – Esculturas do Ewerdt Hilgemann na Park Avenue entre as ruas 52 e 66, até outubro.
O day trip do momento: sair de NYC em direção ao Storm King Art Center para ver de perto o trabalho Zhan Huan, Three Legged Buddha (foto abaixo) e outras esculturas fantásticas.
SONY DSC
Fim de semana na praia: o Surf Lodge, em Montauk, tem um ambiente simples e animado com cheiro de mar. Dá para matar a saudade da nossa praia.
Surf Lodge

A gente tem sede de: o bar de vinhos que todos querem ir é o Aldo Sohm Wine Bar (151 W 51 Street entre 6th e 7th Avenidas), ao lado do Le Bernardin… Ainda não tem site. Outro wine bar, Vinateria é uma boa opção para um brunch e tasting no fim do dia. Todos os detalhes são de extremo bom gosto. Yvette, a proprietária, é uma simpatia. Vale a pena visitar o Harlem.
O bar mais badalado do momento: Bar NoMad, que acabou de inaugurar no The NoMad Hotel.
Alice’s Adventures In Wonderland: com o Ballet National do Canadá (foto abaixo) no David H. Koch Theatre, Lincoln Center, de 9 a 14/9.
AliceinWonderland3
Paradinha saudável: no Dimes, que serve acaí, saladas, suco de frutas e produtos de beleza naturais com DNA brasileiro. Fica no Lower East Side, no 143 Division Street com a Canal Street.
E prazer com boa música: Manhattan By Sail, passeio no veleiro Clipper City para a ver a Estátua da Liberdade sem se sentir turista. Com jazz toda quarta-feira no mês de setembro, às 21h15 ou às 18h30, para ver o pôr-do- sol saindo do Battery Park.
City Clipper

Lorena Ringoot é chef concierge no hotel The Surrey e colabora com WHIZ todo mês com dicas imperdíveis de Nova York

The best of Chicago

Millenium Park2

Onde comer e beber, passeios imperdíveis e hotéis top. WHIZ seleciona o melhor da cidade norte-americana. Na foto acima, Cloud Gate, por Anish Kapoor, instalação que reflete o skyline.

PARA VER A CIDADE DE CIMA
O John Hancock Center inaugurou este ano a atração Tilt, uma plataforma em aço e vidro no 94º andar, que se inclina para fora do prédio e permite a visão da cidade para baixo, com adrenalina.
Willis TowerMenos radical, mas igualmente emocionante, o observatório da Willis Tower, considerada durante décadas o maior edifício do mundo, tem o Sky Deck (foto acima) e suas caixas de vidro (The Ledge) no andar 103º, de onde se vê toda a cidade, a beleza do Lago Michigan e os parques.

PASSEIOS
Imperdível

O Millennium Park é um must, local da estrutura escultural do Jay Pritzter Pavilion (assinada pelo célebre Frank Gehry) e a instalação Cloud Gate (o famoso feijão), do artista indiano, radicado na Inglaterra, Anish Kapoor, que reflete o skyline por vários ângulos.
Chicago Art InstituteDe lá, pela ponte, chega-se ao Art Institute of Chicago. Vá à ala moderna, projetada pelo premiado arquiteto italiano Renzo Piano (foto acima) e que abriga as coleções de arte dos séculos 20 e 21. O acervo inclui telas de Jackson Pollock, Willem de Kooning, Eva Hesse, Picasso e Matisse.
Bike
Se tiver tempo, vale a pena alugar uma bicicleta no Bobby’s Bike Hike (540 N. Lake Shore Drive) e contornar a margem do Lago Michigan. Vc pode pedalar até o zoológico do Lincoln Park ou, no sentido contrário, rumo ao Shedd Aquarium (aquário incrível com 32 mil criaturas aquáticas) e o Adler Planetarium.

COMPRAS
A Michigan Avenue, ou Magnificent Mile, como é chamada, reúne desde lojas de departamento, como Sak’s Fifth Avenue e Bloomingdale’s, à American Girl Place (das bonecas), Disney Store, Gap, Prada, Louis Vuitton, Apple, etc.

COMER E BEBER
Joe’s Seafood Chicago: 60 E Grand Avenue. Parceria com a família Weiss, do lendário Joe’s Stone Crab de Miami. Para comer steaks e king crabs (foto abaixo). Reservar.
Joes Chicago

Pump Room: 1301 North State Parkway. Moderno e badalado, do famoso chef Jean-Georges Vongericheten, no hotel Public Chicago. Reservar.
Eataly: 43 East Ohio Street. Filial do cobiçado mercado gourmet, presente em Nova York e ao redor do mundo. Dica para almoçar ou jantar em seus diversos restaurantes especializados – de massa a peixes efrutos do mar.
Howells & Hood: 235 North Michigan Avenue. Na Tribune Tower, homenageia os arquitetos que projetaram a construção neo-gótica, John Howells e Raymond Hood. É um grande pub. No menu, 114 variedades de cerveja e pratos clássicos americanos, incluindo burguers.
Tanta: 118 W Grand Avenue. Novo restaurante do premiado chef peruano Gaston Acurio, tem atmosfera badalada e serve delícias como ceviches e tiraditos (sashimi à moda peruana). Reservar.
Buddy Guy’s Legend: 700 South Wabash. Shows de blues. Para garantir uma mesa, reserve para jantar.
Andy’s Jazz Club: 11 E. Hubbard Street. Lugar histórico, datado de 1951. Para garantir uma mesa, reserve para jantar.

ONDE DORMIR
Clássicos e top, a poucos passos da Magnificent Mile, Peninsula Chicago e Four Seasons. SOHO House Hotel (foto abaixo), recém-inaugurado, faz parte do grupo com origem em Londres e segue a filosofia de ser um badalado e moderno ponto de encontro de hóspedes e associados.
Soho House Chicago

Comer e beber em Mendoza

14 - Vinicolas - Bodega Catena Zapata (3)

Aos pés da Cordilheira dos Andes, Mendoza é capital dos vinhos argentinos, responsável por 70% da produção nacional. A altitude moderada, a irrigação obtida pela água do degelo andino e os dias ensolarados e noites frias contribuem para criar o ambiente ideal para o cultivo de uvas. Fundada em 1561, a charmosa cidade encanta por sua arquitetura de traços aristocráticos europeus e o ritmo de vida cada vez mais cosmopolita, preservando, porém, os ares de lugarejo do interior. Na paisagem, um mix de montanhas, rios, vales, desertos e, é claro, vinhedos sem-fim. E Mendoza é ponto de partida para inúmeras atividades ao ar livre, como golfe, rafting, trekking, biking, esqui, escalada e cavalgadas. Para completar, o Parque Provincial do Aconcagua, que abriga o pico mais alto das Américas, fica a 180 km. Na foto acima, a Bodega Catena Zapata.

Onde comer?
1884 Francis Mallmann (foto abaixo): neste célebre restaurante local, o aclamado chef argentino prepara pratos tradicionais com toques criativos.
10 - Restaurantes - 1884 Francis Mallmann (2)
O ambiente é elegante e fica na Bodega Escorihuela Gascón, construída em 1884 – daí o nome do restaurante. Belgrano, 1188, Godoy Cruz, tel. +54 261 424-2698.
Grill Q: o mais novo restaurante do Hotel Park Hyatt serve o tradicional churrasco argentino e outras especialidades argentinas. Calle Chile, 1124, tel.+54 261 441-1225.

Onde beber?
Familia Zuccardi (foto abaixo): a combinação da tradição com técnicas modernas é o destaque da vinícola da família Zuccardi. Nas degustações, almoços ou jantares gastronômicos, a estrela é o vinho preparado em solo mendocino desde 1963. O charmoso restaurante é panorâmico e oferece uma bela vista para o vale. Ruta Provincial 33, km7,5, Maipú, tel. 54 261 441-0000 (35 km ao leste de Mendoza). Visitas com reserva.
15 - Vinicolas - Familia Zuccardi (2)
Bodega Catena Zapata: a adega que pertence à família Catena já passou por quatro gerações. Pioneiros no estudo dos microclimas de Mendoza, os Catena trabalham há quase três décadas para elevar seus vinhos ao mais alto nível de qualidade. Estrada Cobos s/n, Agrelo. Luján de Cuyo (30 km ao sul de Mendoza), tel. +54 261 413-1100. Visitas com reserva antecipada.
Mendel: a vinícola boutique encanta os visitantes com sua excelente produção de vinhos artesanais. 17 - Vinicolas - Mendel (2)Nos vinhedos de mais de 80 anos, se destacam as variações de malbec e cabernet sauvignon. Terrada 1863, Mayor Drummond, Luján de Cuyo (9 km ao sul de Mendoza), tel. + 54 261 524-1621. Visitas com reserva.

SE VOCÊ FOR
Onde dormir?
Park Hyatt Mendoza (foto abaixo): sua localização é perfeita, no coração de Mendoza. Os quartos são amplos e contemporâneos e os três restaurantes e dois bares apresentam os vinhos e a culinária da região, incluindo a tradicional parrillada. 
5 - Hoteis - Park Hyatt Mendoza (1)
 Periodicamente, o hotel organiza o evento Masters of Food & Wine, no qual hóspedes cozinham junto com chefs e sommeliers. O Kaua Club & Spa oferece os melhores tratamentos antioxidantes, alguns deles à base de vinho e óleo de oliva.

Entre Cielos Hotel (foto abaixo): também aos pés dos Andes, este hotel hospeda em apenas 16 quartos, todos com design e arquitetura elegantes, além de um loft-mezanino em meio aos vinhedos. Lá se produz um dos melhores vinhos malbec do mundo! O Hamam Spa permite experimentar o banho turco e tratamentos à base de vinho.
4 - Hoteis - Entre Cielos (3)
The Vines Resort & Spa: envolto pela cordilheira, um belo lago e um campo lindo, The Vines é um refúgio confortável e sofisticado, com 22 vilas espaçosas. Além de descansar, há a chance entrar em contato com a cultura argentina. Seja no restaurante Siete Fuegos, de culinária regional, ou nas atividades organizadas lá, como a degustação de vinhos malbec. No spa, fragrâncias exclusivas formuladas para combinar com os elementos fogo, água, ar, terra e luz. Leia mais neste link.
Cavas Wine Lodge (foto abaixo): parte da coleção Relais & Chateaux, o Cavas fica entre os vinhedos da região de Luján de Cuyo, próxima de Mendoza.
2 - Hoteis - Cavas Wine Lodge (2)
Com apenas 14 quartos, oferece uma atmosfera romântica, exclusiva e de extremo conforto. Vinhos e a elaborada gastronomia fazem parte da experiência, além de atividades como trekking, rafting e cavalgadas.

Por Equipe Teresa Perez